Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese



Partilhe este Site...

Produtos:

  • Sustratos
  • Hidropónia
  • Hidropônico
  • Fertilizantes e insecticidas
  • Iluminação
  • Controladores de Clima
  • Armários de cultivo
  • Medidores de pH, EC, Temp.
  • tugasgrow
  • sementes
  • growshop
  • Substratos, Fertilizantes e Insecticidas, Iluminação, Terra e Vasos , Armários de Cultivo, Sistemas de cultivo, Controladores de Clima, Tratamento de Odores, Instrumentos de medida, Rega, Sementes, Fermentas, Mortalhas, Filtros, Tabaco, cartuchos, Isqueiros.
  • mantagem e manutençao de jardins e hortas urbanas, vertical e horizontal.
  • distribuição de Mortalhas, Filtros, Cartuchos, Tabaco, Isqueiros, Brindes, maquinas, revenda.
  • dispensadora automatica de mortalhas e filtros.
  • Adubos e Fertilizantes - aeroponia - Agricultura - agricultura moderna e proficional - aquaponia - Armários de cultivo - Assistência Pós-Venda - balastros - Brindes - canabis - Cânhamo - Cartuchos - Comércio por grosso tabaco - controladores de clima - Cultivo - cultivo interior - dispensadora automatica - distribuidores de tabacarias e papelarias - Estufas - Extractores - Ferramentas - Ferramentas E Equipamentos - Fertilizantes - Filtros - Herbicidas E Insecticidas - Hidroponia - Iluminação - Insecticidas - Instrumentos De Medida - Isqueiros - maquina automatica - mortalhas - O.C.B - Parafernália - Sementes - sistema de extracção de fumos - Sistemas De Cultivo - Tabaco - tratamento de odores - TugasGrow - Vasos - Venda por grosso de tabaco - Venda por grosso tabaco
  • tugasgrow, Cultivo, canabis, cannabis, mariajoana, growshop, growshops, portugal, pt, Armários, armários de cultivo,substratos, fertilizantes, controladores de clima, odores, Extractores, sementes, mortalhas, filtros, cartuchos, maquina, tabaco, tabacos, revenda, revendedor, barato, baratos, gratis, Tugasgrow, agricultura, cultivo, hidroponia, sistemas, aeroponia, ferramentas, condutas de ar, ar, Co2, terra, vasos, atami, b'cuzZ b'cuzz, GHE, Smoking, O.C.B, tudo, grow, Tugas, portugal, TugasGrow, novidades, noticias.
  • Temos ainda tudo de Growtecnology, HESI, Substractos, Iluminaçao e acessorios, contoladores de clima e aessorios, Tratamento de odores, Humificadores e desumificadores, Geradores de OZONO, Sistemas de cultivo avançados e tradicionais e acessorios, Armários de cultivo, Vasos e terra, Bombas de agua e de ar, Medidores de pH EC Temp. e acessorios, balanças, acessorios de jardinagem, Bongos, Mortalhas, Filtros, Muidores, Isqueiros, Camisas, Livros de cultivo, sementes entre muito mais.


Tugasgrow quem somos? onde? o quê? porque?

Tugasgrow quem somos? onde? o quê? porque?

Em Portugal a mais de 3 anos com loja sediada em Alverca e em Lisboa Somos uma distribuidora de produtos grow.
 
Trabalhamos em parceria com as maiores e melhores fornecedores Espanhóis, Argentinos, Colombianos.
 
Cultive em sua casa como se estivesse no campo.
 
A Loja TugasGrow é a growshop que fornece as melhores soluções para que obtenha maior rendimento com o seu cultivo, maior qualidade, em metade do tempo e durante todo o ano.
 
Cultive em sua casa como se estivesse no campo.
 
Trabalhamos com a mais alta tecnologia ao serviço da Natureza. Vendemos todo o tipo de sistemas de cultivo desde o mais simples ao mais profissional.
 
Garantimos as melhores soluções disponíveis no mercado mundial ao melhor preço.
Praticamos preços de revenda para que esteja interessado em ser um distribuidor. 
 
Temos todo o tipo de produtos para agricultura biológica, com mais de 20 sistemas hidropónicos e aeropónicos de diferentes marcas em exposição. Desde clonadores até sistemas de cultivo caseiros, aptos para jardins, marquises, varandas exteriores ou até para interior.
 
Soluções profissionais para todos os tipos de cultivo. A nível de interior, possuímos uma vasta gama de sistemas de iluminação específicas para fazer crescer, replicar ou frutificar quase todos os tipos de plantas, incluindo orquídeas e cactos.
 
Podes escolher entre as mais de 10 marcas de fertilizante disponíveis, desde certificado para agricultura biológica até para grandes produções.
 
E para os amantes e profissionais da agricultura Biológica, temos novidades: Acabámos de introduzir a nova linha de controlo de pragas integrado, através de predadores vivos, como as típicas joaninhas. Contra pulgão, trip, aranha vermelha, cochinila, mosca branca, e outras pragas.
 
Porque a boa onda é para comer e cultivar !
Produtos:
Substratos, Fertilizantes e insecticidas, Iluminação, Terra e Vasos , Armários de Cultivo, Sistemas de cultivo, Controladores de Clima, Tratamento de Odores, Instrumentos de medida, Rega, Sementes, entre outros. 
 
No passado, as actividades agropecuárias restringiam-se à subsistência humana. Com o desenvolvimento das sociedades, tornou-se necessária a profissionalização e o enquadramento destas actividades como oportunidades de negócios sujeitas à mesma dinâmica dos demais setores económicos. 
Neste sentido, uma empresa rural não se “fecha em si mesma”. Ela mantém constante intercâmbio com o ambiente, através de contactos com fornecedores, distribuidores, concorrentes e consumidores, e também é afectada por aspectos sociais, tecnológicos, económicos, políticos, legais, ecológicos, demográficos, dentre outros. 
 
O sucesso de qualquer empresa - seja industrial, comercial, de serviços ou agro-industrial - depende de várias decisões, que o empreendedor deverá tomar antes de abrir as portas para os clientes. Para fundamentar essas decisões, é necessário pesquisar o mercado, buscar informações, elaborar um plano de negócios e um projecto de viabilidade económico-financeira. 
 
O plano de negócio é um estudo que reúne informações sobre as características, condições e necessidades do futuro empreendimento. Ele apresenta análises da potencialidade e da viabilidade do negócio e facilita sua implantação, no que se refere aos aspectos metodológico, técnico, financeiro, jurídico e organizacional. Através do estudo, o empreendedor terá uma noção prévia do funcionamento da sua empresa. 
 
Para gerir o negócio, o empreendedor deve conhecer a actividade, a propriedade rural, quanto as suas potencialidades e limitações, e o mercado que deseja atender. 
Para conhecer o mercado e mensurar a aceitação de seus produtos, o empreendedor deverá elaborar uma pesquisa de mercado. Ela possibilitará a avaliação das oportunidades e dos riscos que a actividade escolhida oferece. 
 
É possível realizar a pesquisa de mercado, a partir de um questionário amplo, que levante adequadamente todos os dados do empreendimento. Para orientar na elaboração da pesquisa, sugerimos que sejam lidos os manuais "Pesquisa - o que é e para que serve" e "Pesquisa de Mercado - Noções Básicas para Tomada de Decisão", especificados no tópico “Sugestões para Leitura” deste trabalho. 
 
Caso o material não seja suficiente, devido às características e peculiaridades do assunto, é recomendável fazer contacto com consultores que actuem nas áreas de estatística, pesquisa metodológica ou com empresas especializadas, a fim de se obter um levantamento detalhado do empreendimento escolhido. 
 
É importante destacar que o sector rural tem características próprias e depende de factores diversos, que, muitas vezes, não podem ser controlados pelo empreendedor. 
 
´
Factores
 
 
- Clima Condiciona a maioria das explorações agropecuárias, determinando épocas em que ocorrem modificações expressivas da actividade; 
 
- Condições biológicas O ciclo biológico determina a invencibilidade do ciclo produtivo e limita a adopção de recursos que acelerem a produção, como, por exemplo, um terceiro turno de trabalho; 
 
- Estacional idade ou sazonalidade de produção As condições biológicas e climáticas determinam épocas em que ocorrem o excesso e a falta de produtos. Normalmente, a demanda por produtos agropecuárias é regular para uma oferta irregular; 
 
- Tempo de produção maior que o tempo de trabalho O processo produtivo ocorre, em algumas de suas fases, independentemente da existência de trabalho; 
 
- Terra como participante da produção A terra participa directamente do ciclo de produção, sendo, ainda, factor decisivo de sucesso. É importante ter pleno conhecimento dos seus aspectos físicos, químicos, biológicos e topográficos; 
 
- Trabalho disperso e ao ar livre Não existem um fluxo contínuo de produção; tarefas são executadas distante uma das outras e independentes entre si, exigindo maior controle e panejamento das mesmas; 
 
- Incidências de riscos As proporções dos riscos na agropecuária são maiores, já que a actividade pode ser afectada pelo clima, pelo ataque de pragas e doenças e pelas flutuações de preços do produto; 
 
- Sistema de competição económica O sector é caracterizado pela existência de um grande número de produtores e consumidores, além de produtos que apresentam, normalmente, pouca diferenciação entre eles. A entrada ou a saída de produtores no negócio pouco afecta a oferta total; 
 
- Produtos não uniformes Há maior dificuldade em uniformizar o produto, no que se refere a forma, tamanho e qualidade, acarretando custos adicionais de classificação e padronização, além de perda de receita com produtos de pior qualidade; 
 
- Alto custo para entrada e saída do negócio Algumas actividades exigem investimentos elevados em benfeitorias e máquinas/equipamentos, o que implica em maior risco no curto prazo. Prejuízos maiores podem ocorrer, no caso de abandono da actividade. 
 
Vantagens 

•Produção de melhor qualidade: pois as plantas crescem em um ambiente controlado, procurando atender as exigências da cultura e com isso o tamanho e a aparência de qualquer produto hidropônico são sempre iguais durante todo o ano. 
 
•Trabalho mais leve e limpo: já que o cultivo é feito longe do solo e não são necessárias operações como arações, gradagens, coveamento, capinas, etc. 
 
•Menor quantidade de mão-de-obra: diversas práticas agrícolas não são necessárias e outras, como irrigação e adubação, são automatizadas. 
 
•Não é necessária rotação de cultura: como a hidroponia se cultiva e meio limpo, pode-se explorar, sempre, a mesma espécie vegetal. 
 
•Alta produtividade e colheita precoce: como se fornece às plantas boas condições para seu desenvolvimento não ocorre competição por nutrientes e água, e além disso, as raízes nestas condições de cultivo não empregam demasiada energia para crescer antecipando o ponto de colheita e aumentando a produção. 
 
•Menor uso de agrotóxicos: como não se emprega solo, os insetos e microorganismos de solo, os nematóides e as plantas daninhas não atacam, reduzindo a quantidade de defensivos utilizada. 
 
•Mínimo desperdício de água e nutrientes: já que o aproveitamento dos insumos em questão é mais racional. 
 
•Maior higienização e controle da produção: além do cultivo ser feito sem o uso de solo, todo produto hidropônico
tende a ser vendido embalado, não entrando em contato direto com mãos, caixas, veículos, etc. 
 
•Melhor apresentação e identificação do produto para o consumo: na embalagem utilizada para acondicionamento dos produtos hidropônicos pode-se identificar a marca, cidade de origem, nome do produtor ou responsável técnico, características do produto, etc. 
 
•Melhor possibilidade de colocação do produto no mercado: por ser um produto de melhor qualidade, aparência e maior tamanho, torna-se um produto diferenciado, podendo agregar à ele melhor preço e comercialização mais fácil. 
 
•Maior tempo de prateleira: os produtos hidropônicos são colhidos com raiz, com isso duram mais na geladeira. 
 
•Pode ser realizado em qualquer local: uma vez que seu cultivo independe da terra, pode ser implantado mais perto do mercado consumidor. 
 
Desvantagens 

•Os custos iniciais são elevados, devido a necessidade de terraplenagens, construção de estufas, mesas, bancadas, sistemas hidráulicos e elétricos. Dependência grande de energia elétrica. O negócio para ser lucrativo exige conhecimentos técnicos e de fisiologia vegetal. Em um sistema fechado, com uma população alta de plantas, poucos indivíduos doentes podem contaminar parte da produção. Exige rotinas regulares e periódicas de trabalho (Carmo Jr., 2003). 
 
•O balanço inadequado da solução nutritiva e a sua posterior utilização podem causar sérios problemas às plantas. O meio de cultivo deve prover suporte às raízes e estruturas aéreas das plantas, reter boa umidade e, ainda, apresentar boa drenagem, ser totalmente inerte e facilmente disponível. Somente materiais inertes podem entrar em contato com as plantas (toxidez de Zn e de Cu poderão ocorrer, caso presentes nos recipientes). É essencial boa drenagem para não haver morte das raízes (Castellane e Araújo, 1995). 
 
•Emprego de inseticidas e fungicidas: No início do emprego da hidroponia, para fins comerciais, se propagava que não ocorriam pragas e doenças no referido sistema de cultivo. Hoje, sabe-se, que se pode ter esses problemas na instalação hidropônica, embora em muito menor grau em comparação com o sistema convencional. Entretanto, a decisão quanto ao uso de inseticidas e fungicidas sempre é muito difícil. Deve-se, sempre, procurar alternativas menos agressivas à saúde e ao ambiente, evitando, ao máximo, o uso de produtos químicos. Pois, caso contrário, o método perde um dos atrativos de comercialização (Teixeira, 1996). 
 
•Os equipamentos necessários para trabalhar as culturas hidropônicas devem ser mais precisos e sofisticados que para o solo, portanto, mais caros de aquisição, instalação e manutenção. A falta de inércia dos sistemas hidropônicos torna-os vulneráveis perante qualquer falha ou erro de manejo. Também a fiabilidade das instalações e automatismos atuais é alta, não se devendo esquecer que, para um sistema deste tipo, alguma avaria teria conseqüência muito mais grave que na agricultura tradicional
 
Hidropónia!!!
 
A hidroponia é a técnica de cultivar plantas sem solo, onde as raízes recebem uma solução nutritiva balanceada que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta. Na hidroponia as raízes podem estar suspensas em meio liquido (NFT) ou apoiadas em substrato inerte (areia lavada por exemplo).
 
Ao cultivar com solução nutritiva utilizando um substrato não inerte (húmus por exemplo), admite-se dizer que é um cultivo sem solo, mas não é adequado referir-se como sendo hidroponia. Quando a solução é aplicada ao solo, tem-se a ferti-irrigação. Não é cultivo sem solo, nem hidroponia. Em geral esta solução não é completa, pois tem carácter complementar.
 
Portanto, na hidroponia a única fonte de nutrientes para as plantas é a solução nutritiva, pois, se houver substrato, este é inerte. No caso de cultivo sem solo, basta que o solo não seja utilizado. Um exemplo, é o cultivo apenas em húmus de minhoca.
 
As plantas são colocadas em canais ou recipientes por onde circula uma solução nutritiva, composta de água pura e de nutrientes dissolvidos em quantidades individuais que atendam a necessidade de cada espécie vegetal cultivada.
 
Esses canais ou recipientes podem ou não ter algum meio de sustentação para as plantas, o substrato, como pedras ou areia. A solução nutritiva tem um controle rigoroso para manter suas características, periodicamente é feito um monitoramento de pH e de concentração de nutrientes, assim as plantas crescem sob as melhores condições possíveis.
 
Curiosidades:
maior uniformidade na produção; 
maior produção por área;
redução do ciclo de cultivo; 
menor gasto de mão-de-obra; 
luso racional de água e fertilizantes;
produtos limpos e de qualidade.